O fim de uma história é o começo de todas as outras

A palavra crônica deriva do latim chronica, sendo um termo usado antigamente para se referir ao relato de acontecimentos numa ordem temporal. Indica, portanto, um registro cronológico de eventos. Tais relatos tiveram origem na Antiguidade e foram muito comuns na Idade Média e no Renascimento europeu num sentido diferente do atribuído à palavra posteriormente comContinuar lendo “O fim de uma história é o começo de todas as outras”

Realidade Devassada

Muitas lendas e mitos antigos se espalharam no imaginário popular devido à aura de mistério que carregavam. Pense no monstro do lago Ness: uma pessoa deve ter visto algo estranho pelo lago, contou aos outros que podem ter acreditado ou não no sujeito, mas já ficaram com a pulga atrás da orelha. Com relatos semelhantesContinuar lendo “Realidade Devassada”

A fantasia ao serviço da tolerância

Ler A História sem fim e Harry Potter para um mundo melhor A autora britânica Rosalind Jana escreveu num artigo: “To read is to exist in two places at once.” (Ler é existir em dois lugares ao mesmo tempo, em livre tradução). Como leitora, não posso discordar e ainda acrescento: essa dupla existência torna muitosContinuar lendo “A fantasia ao serviço da tolerância”

Céus de Chumbo

Organização: Paola Giometti | Editora: Andross | Ano: 2016 Principais temas envolvidos: Fantasia | Realismo Fantático | Distopia | Tecnologia | Futuro Sinopse Em um ambiente cinza, sem sorrisos nem esperanças, pensamentos díspares são encarados como ameaças aos que governam com mão de ferro e intimidações de chumbo. Nessa atmosfera distópica, ou se vive oprimidoContinuar lendo “Céus de Chumbo”

Baladas Medievais

Organização: Leandro Schulai | Autor convidado: Daniel Constantini | Editora: Andross | Ano: 2017 Principais temas envolvidos: Fantasia | Realismo Fantático | Era medieval | Guerra | Magia | Monstro | Idade Média Sinopse Na Idade Média, menestréis cantavam histórias populares ao som de alaúdes, narrando aventuras sobre cavaleiros, damas, amores e coisas insólitas, comoContinuar lendo “Baladas Medievais”

Além da Magia

Organização: Daniel Constantini | Editora: Andross | Ano: 2018 Principais temas envolvidos: Fantasia | Realismo Fantático | Era medieval | Monstro | Magia | Bruxaria | Alquimia | Ficção científica | Distopia Sinopse Feitiços, bruxas, dragões e alquimia. Mas também distopias, ficção científica e histórias com temática steampunk. O fantástico vai além da magia paraContinuar lendo “Além da Magia”

Odisseia dos Dragões

Organização: Leandro Dupré Cardoso | Editora: Andross | Ano: 2019 Principais temas envolvidos: Dragões | Fantasia | Realismo Fantático | Era medieval | Monstro | Sombra Sinopse Desde tempos imemoriais, dragões representam ameaças a reinos ocidentais e proteção a povos orientais. O fascínio causado por essas criaturas inspirou obras ficcionais que se perpetuam e geramContinuar lendo “Odisseia dos Dragões”

Quem tem medo do Boitatá?

O boitatá é uma lenda indígena brasileira que chegou a ser descrita pelos primeiros jesuítas colonizadores e tornou-se parte integrante de culturas regionais. A gigante serpente de fogo que devora viajantes incautos estimulou várias crendices de proteção durante passeios noturnos, desde permanecer imóvel ou enlaçar a criatura para sobreviver. No entanto, depois do crescimento daContinuar lendo “Quem tem medo do Boitatá?”

O Pinheiro e a Clínica Prodigiosa

Autor: Leandro Dupré Cardoso | Editora: Clube de Autores | Ano: 2019 Principais temas envolvidos: Autoconhecimento | Ambientalismo | Revolução Industrial | Natureza | Ecologia | Realismo Fantástico | Sustentabilidade Sinopse Bolotas, ganhei companhia de novo! Agora que o Esquilo Peralta voltou com mais uma turma de outros animais é que a Floresta Caduca vaiContinuar lendo “O Pinheiro e a Clínica Prodigiosa”

Análise: O fim da eternidade – Isaac Asimov

Gosta de muitas surpresas mescladas com cenas futurísticas de viagens no tempo e mudanças de realidade? Então, “O fim da eternidade” talvez seja uma boa história para se envolver em tempo e espaço. A carga de ficção é bem forte do começo ao fim, já que o próprio período da narrativa não é claro: vocêContinuar lendo “Análise: O fim da eternidade – Isaac Asimov”