Memento Mori

Que todo o peso contido em cada lágrima derramada  Seja convertido em leveza. Cada dor em felicidade, Toda fraqueza em alegrias. Que cada queda se transforme em um passo firme e além. O sofrer do corpo  Machuca a alma. A razão diz não, O coração diz sim, Conflito interno. O tempo não espera. Cada dia Continuar lendo “Memento Mori”

Uma legião de Sísifos

Geralmente somos ensinados a olhar para o futuro com muitas expectativas. Parece que lá, enfim, será possível encontrar as respostas, decifrar os enigmas. O futuro é o terreno fértil das possibilidades e muito provavelmente é lá que estarão as recompensas pelo esforço ou privações que se vive no agora. Neste modelo, vivemos divididos entre oContinuar lendo “Uma legião de Sísifos”

Por que não devemos guardar ressentimentos?

Não importa o que fizeram com você, mas sim o que você vai fazer com o que fizeram para você. Não importa o que disseram a você, mas o que você escolhe guardar para si e como acredita ser quem realmente é. Não importam as escolhas do passado, mas o que você aprendeu com elas.Continuar lendo “Por que não devemos guardar ressentimentos?”

Nada além do agora

Ninguém está livre das incertezas, dos ventos contrários. Ninguém escapa da tempestade, nem consegue fugir do deserto: é preciso aprender a contorná-los. Sobrevive quem adquire resiliência e tem fé, quem acredita, quem tem coragem de enfrentar mesmo com medo. Sobrevive quem não desiste nunca. Nada além do agora para recomeçar e o amanhã logo vem.Continuar lendo “Nada além do agora”

O discernir da vida

Façamos do tempo o nosso aliado… Sejamos emocionalmente inteligentes para perceber quando o que desejamos não nos convém. Fortes e destemidos para os recomeços, preparados para as más e boas surpresas. Que tenhamos maturidade para entender quando uma relação nos fere mais do que nos cura, e sejamos corajosos para optar pelo melhor para nósContinuar lendo “O discernir da vida”